Rádio Observador

Sibéria

Extintos incêndios florestais na Sibéria numa área de 753.000 hectares

110

A aviação russa extinguiu nos últimos quatro dias incêndios florestais numa área de 753.000 hectares na Sibéria, anunciou em Moscovo o Ministério da Defesa.

NASA / HANDOUT/EPA

A aviação russa extinguiu nos últimos quatro dias incêndios florestais numa área de 753.000 hectares na Sibéria, anunciou este domingo em Moscovo o Ministério da Defesa.

“Em quatro dias de atividade nas regiões de Krasnoyarsk e Irkutsk, a aviação do Ministério da Defesa da Rússia conseguiu apagar incêndios florestais de 753.000 hectares (7.530 quilómetros quadrados), assinalou em comunicado.

De acordo com este ministério, nas últimas 24 horas foram extintos 56 focos de incêndio e 303.000 hectares de floresta e bosques em chamas.

No dia de hoje, acrescenta a nota, aviões de transporte militar Il-76 realizaram um total de 24 missões, lançando 1.008 toneladas de água nas zonas florestais afetadas pelos fogos.

Em paralelo, helicópteros de transporte Mi-8 efetuaram 37 voos e despejaram mais 6.500 toneladas de água.

Na quarta-feira, o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou que o Ministério da Defesa se juntasse aos esforços de extinção dos incêndios florestais que atingem várias regiões da Sibéria.

“Centenas de povoações estão afetadas pelo fumo, as pessoas pedem ajuda e nenhuma consideração de caráter económico deve influir na prestação dessa ajuda”, afirmou o vice-ministro das Situações de Emergência, Alexandr Chuprian, que chegou hoje à região de Irkutsk para coordenar a extinção dos incêndios.

De acordo com o Serviço Federal de Proteção Florestal Aéreo, a superfície afetada pelos fogos florestais atinge os três milhões de hectares (cerca de 30.000 quilómetros quadrados)”, semelhante à de países como a Bélgica ou Arménia.

Devido à gravidade dos incêndios, foram declaradas em estado de emergência quatro entidades da Federação da Rússia, as regiões de Krasnoyarsk e Irkutsk, e as repúblicas de Yakutia e Buriatia

No combate ao fogo juntou-se hoje a organização xamânica Tenqueri com a realização de um ritual, um ‘taylagan’, para “pedir aos deuses o fim dos incêndios.

No ritual, que decorreu na ilha Olkhon do lago Baikal, “participaram cerca de 50 xamãs da Mongólia, Polónia, Alemanha e, naturalmente, da Buriatia”, disse um porta-voz da Tenqueri citado pela agência oficial russa Ria-Novosti.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)