Foi confirmada uma segunda morte por listeriose em Espanha, está a noticiar o El Pais. O Ministério da Saúde avançou que uma mulher de 74 anos morreu após ter contraído uma infeção com listeria, a bactéria no centro de um surto que já atingiu 200 pessoas e que já havia vitimado uma mulher de 90 anos. Há, ainda, uma terceira morte em investigação — a de um homem que apresentava os sintomas da infeção no momento em que sucumbiu.

A segunda vítima mortal do surto de listeriose em Espanha estava internada no Hospital Virgen del Rocío, em Sevilha, e apresentava um quadro de febre, calafrios, dores musculares, enjoos, vómitos e diarreia. Também ela terá consumido carne da marca “La Mechá”, cujos produtos de um comerciante espanhol, a Magrudis, estava contaminada com a bactéria Listeria monocytogenes. A infeção pode ter acontecido por falta de condições de higiene na fábrica onde a carne era preparada antes de ser vendida.

Listeria em carne foi causada por falta de higiene na fábrica espanhola

Além das duas mortes confirmadas entre os mais de 200 afetados pelo surto, há também o caso de duas mulheres que sofreram abortos após terem sido infetadas com esta bactéria, ainda antes de o alerta sanitário ter sido emitido. Uma delas perdeu o bebé a 1 de agosto, outra no dia seguinte, confirmou José Miguel Cisneros, porta-voz do grupo de trabalho constituído para fazer frente à crise na Andaluzia.

Empresa que confecionou carne com listeria assegura que cumpre requisitos de higiene