“Enquanto houver memória, o Zeca estará sempre connosco”. É assim que começa o vídeo que foi exibido no encerramento de mais uma edição da universidade de verão do PSD, em Castelo de Vide. Uma homenagem a Zeca Mendonça, o histórico assessor do PSD que “serviu todos os presidentes, de Sá Carneiro a Passos Coelho”, e que só falhou uma edição da universidade social-democrata porque, em 2017, trocou o partido por Belém.

José Mendonça, conhecido como Zeca, morreu no dia 28 de março deste ano e, segundo se ouve no vídeo, era “o mais experiente e o mais sorridente da equipa da universidade de verão”, mas também “o amigo mais leal do PSD”.

Nas imagens, Zeca é visto em momentos de trabalho mas também de paródia ao lado de figuras importantes do partido. Só Rui Rio não aparece, uma vez que Zeca Mendonça deixou a assessoria do partido em 2017, para se juntar à equipa de Marcelo Rebelo de Sousa em Belém, o que coincidiu com a altura em que Rio assumiu a liderança do PSD.

O Presidente da República foi, por isso, o convidado de honra do vídeo de homenagem ao histórico assessor do partido, que foi exibido este domingo no arranque da sessão de encerramento da 17ª edição da universidade de verão do PSD, e já com Rui Rio na assistência. “O Zeca era um homem de paixões, e a sua primeira paixão era o PSD”, começa por dizer Marcelo, que conta depois um conjunto de histórias vividas na primeira pessoa nos últimos dias de vida do assessor de imprensa.

Com a mulher Rosinha na assistência, ouve-se Marcelo lembrar como Zeca era “a história viva do partido”, depois de ter acompanhado de perto todas as lideranças do PSD, de Francisco Sá Carneiro a Pedro Passos Coelho. “Fez anos no dia 23 de março, menos de 8 dias antes da sua morte, eu estive lá, e a única coisa que o animava era falar do PSD, contar histórias, recordar episódios”, afirma, lembrando ainda uma mensagem que o assessor lhe enviou 10 dias antes de morrer, a dizer como tinha vindo do médico com prognósticos favoráveis. “Dez dias antes de morrer, ele acreditava na vida”, recorda o Presidente da República.

No final da exibição do vídeo, Carlos Coelho, o reitor da universidade de Verão, dirigiu ainda umas palavras amigas ao histórico assessor de imprensa com a voz visivelmente embargada, e Margarida Balseiro Lopes, líder da JSD, emocionou-se ao dirigir-se a Rosinha, mulher de Zeca: “O seu Zeca não era apenas o seu Zeca. Era também o nosso Zeca. Obrigada por tê-lo partilhado connosco”.