Em março deste ano, depois da morte de Julen, o bebé de dois anos que caiu num poço em Málaga, “Vicky”, a mãe da criança, tinha revelado em entrevista que prometeu ao menino dar-lhe “um irmãozinho”. Seis meses depois, e apesar do trágico desfecho da história de Julen e de Óliver (o primeiro filho do casal que também morreu), os pais das duas crianças anunciaram que estão à espera de um terceiro filho.

De acordo com o ABC, foi a mãe de Julen que confirmou a notícia, numa altura em que a morte do menino de dois anos continua a ser investigada e as responsabilidades estão apontadas para o dono do terreno onde se situava o poço em que Julen caiu, que foi acusado de homicídio por negligência. Vicky diz ao jornal espanhol não saber ainda se o terceiro filho é menino ou menina, mas só quer que venha saudável. “Prometi dar um irmãozinho ao Julen e vou cumpri-lo“, tinha dito a mãe de Julen em entrevista à Antena 3.

Julen. Pais de criança que morreu na queda a um poço ameaçados por dono do terreno

Em 2017, Vicky e José perderam o seu primeiro filho, Óliver, depois de ter morrido subitamente, com apenas três anos. Em janeiro deste ano, o casal voltou a viver uma história infeliz quando o seu segundo filho, Julen, caiu dentro de um poço de 70 metros de profundidade e apenas 25 centímetros de diâmetro em Málaga, Espanha, e lá esteve preso durante 13 dias, até as equipas de resgate conseguirem retirá-lo, já sem vida.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Destroçada ou amaldiçoada? A história da família de Julen, o menino que morreu num poço em Málaga

O caso alcançou um nível internacional, levou a uma grande onda de solidariedade, mas lançou também um debate em Espanha sobre a segurança dos vários poços espalhados pelo país sem qualquer tipo de proteção.