Uma massagista, de 25 anos, foi raptada, violada e assaltada no sábado passado, em Sintra. A Polícia Judiciária explica, em comunicado, que a vítima “foi contactada, através das redes sociais,” pelo suspeito do crime, “no sentido de agendar um serviço”.

A vítima deslocou-se para o local previamente acordado e aí foi manietada pelo autor que a levou, contra a sua vontade e sob ameaças de morte, para uma zona de mato onde consumou a violação e, de seguida, a roubou”, lê-se na nota à imprensa.

O suspeito, de 39 anos, fugiu e deixou no local a vítima. A mulher conseguiu pedir ajuda num bairro próximo, sendo depois levada para uma unidade hospitalar.

A PJ diz ter conhecimento que o mesmo homem pode ter atacado mais mulheres e “está a desenvolver diligências” no sentido de identificar esses casos.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.