Em apenas 5 horas e 16 minutos, Jennifer Aniston chegou ao milhão de seguidores na respetiva conta de Instagram, destronando os duques de Sussex — Harry e Meghan Markle –, que até então detinham o recorde. Atualmente com mais de 17 milhões de seguidores, acumulados em menos de duas semanas de atividade, nem sempre a atriz viu com bons olhos a participação nas redes sociais.

Numa entrevista recente ao apresentador Jimmy Kimmel, Aniston classificou-se como “a pessoa mais relutante de sempre” a aderir à rede social. Também em setembro, Aniston contava à InStyle que mantinha uma certa aversão por plataformas como Instagram ou Facebook por impactarem negativamente os mais jovens, sobretudo no que à construção da identidade diz respeito. “Eles estão a passar por isso [pela adolescência e suas inquietações] pela lente de outra pessoa, que foi filtrada ou alterada… e depois é ‘gosta de mim, não gosta de mim, porque não gostaram de mim?'”, comentou relativamente à pressão que alguns utilizadores sentem na angariação de “gostos” no Instagram. “Há toda esta comparação e desespero”, continuou.

A preocupação da atriz não está isolada da realidade social. Ainda este ano foi anunciado que o Instagram ia fazer um teste em prol da saúde mental dos utilizadores, ao esconder o número de pessoas que “gostam” de determinada publicação. À data, o próprio presidente dessa rede social, Adam Mosseri, afirmou que a ideia era pôr os utilizadores a gostar do conteúdo pelo que é e não por mera pressão social, numa tentativa de melhorar o bem-estar coletivo.

Então, o que mudou na opinião da atriz? Certamente que as preocupações sociais mantêm-se inalteradas, mas aos 50 anos, e prestes a estrear a nova série — “The Morning Show”, com Reese Witherspoon e Steve Carell, disponível a partir de 1 de novembro no serviço de streaming Apple TV+ –, Aniston “queria juntar-se à festa”. Quando na passada segunda-feira, no The Ellen DeGeneres Show, foi questionada sobre o motivo que a levou a aderir ao Instagram, a atriz respondeu: “É uma daquelas coisas. [O Instragram] não vai a nenhum lado, pois não? Então, porque não juntar-me à festa? E não é assim tão assustador. Podemos partilhar informação, contactar com os fãs, esclarecer algumas coisas que são ditas sobre nós, divertirmo-nos, gozar connosco mesmas e gozar com os outros”.

Uma coisa é certa, desde que criou a conta, a 15 de outubro, Jennifer tem-se divertido bastante — é só perder algum tempo a ver o conteúdo que publicou desde então, a começar pela primeira fotografia de todas, em que surge na companhia do elenco de “Friends”, a série que há 25 anos catapultou a atriz para a fama internacional.