Duas estruturas residenciais para idosos, com centro de dia e serviço de apoio domiciliário, vão ser construídas no concelho de Reguengos de Monsaraz (Évora), num investimento global de 1,2 milhões de euros, com apoios comunitários.

Os projetos, que vão avançar nas localidades de Perolivas e Outeiro, foram candidatados pela Câmara de Reguengos de Monsaraz a ajudas comunitárias, no âmbito do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), explicou esta terça-feira o município. O investimento global, que ronda “quase 1,2 milhões de euros”, vai “receber uma comparticipação de 85%” do FEDER, acrescentou a câmara. Os concursos públicos para as duas empreitadas já foram publicados em Diário da República.

A construção de Estrutura Residencial para Idosos, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário de Monsaraz, freguesia onde se localiza a povoação de Outeiro, tem um preço-base de “cerca de 630 mil euros e prazo de execução de 540 dias”, estando a abertura de propostas marcada para dia 18 deste mês.

Quanto à Estrutura Residencial para Idosos, Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário em Perolivas, cuja abertura de propostas para a construção está agendada para o mesmo dia, tem como preço-base “cerca de 535 mil euros e 540 dias de prazo de execução”, indicou a autarquia.

Os projetos em ambas as localidades, que podem vir a criar “entre 30 a 40 postos de trabalho” no total, preveem a construção de “edifícios semelhantes, com sete quartos duplos, um quarto triplo e três individuais”, de acordo com o município.

Área de receção, sala de reuniões, gabinetes administrativo e da direção, instalações sanitárias comuns, sala de pessoal, cozinha, lavandaria, sala de refeições, sala de atividades para os utentes, gabinete de enfermagem e área de banhos assistidos são outras das valências. “As candidaturas integram também a aquisição dos equipamentos para as cozinhas e do mobiliário para apetrechamento de todos os espaços”, destacou o município.

O edifício em Outeiro, precisou, “poderá acolher 30 pessoas”, estando o serviço de apoio domiciliário dimensionado para “tratar as roupas de 21 utentes e confecionar refeições para 73 beneficiários”.

“A estrutura em Perolivas terá capacidade para 32 utentes e o serviço de apoio domiciliário para tratamento de roupas de 13 pessoas e para refeições de 72 beneficiários”, referiu.