A porta-voz da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau, Felisberta Vaz, disse este domingo que está a ser registada uma forte participação eleitoral, num balanço feito cerca de meia hora antes do encerramento das urnas.

“Continua a registar-se uma afluência massiva às urnas que muito nos encoraja e estamos convencidos de que a taxa de participação deste pleito será positiva”, afirmou aos jornalistas Felizberta Vaz.

Na declaração à imprensa, a também secretária-executiva adjunta da CNE disse que o processo de votação continua a decorrer com toda a normalidade em todo o território nacional.

Felisberta Vaz afirmou que foi registado um incidente no círculo eleitoral 12 em Djabicunda, na região de Bafatá, mas que já foi ultrapassado.

A votação numa mesa daquele círculo eleitoral esteve interrompida depois de um fiscal de um partido considerar irregular a colocação nas urnas de votos antecipados.

“A situação já foi ultrapassada e retomada a votação naquela localidade”, disse.

As urnas na Guiné-Bissau encerram às 17h (mesma hora em Lisboa).

A CNE fará o balanço final do dia de votação às 19h.

Mais de 760.000 guineenses foram hoje chamados às urnas para eleger o novo Presidente da Guiné-Bissau entre 12 candidatos.