Pelo menos uma pessoa morreu e 15 outras ficaram feridas na sequência de uma explosão num prédio de cinco andares na cidade em Blankenburg, na região da Saxónia, na Alemanha, na manhã desta sexta-feira, segundo o Deutsche Welle. A pessoa que estava desaparecida foi, entretanto, encontrada.

A explosão no bloco de apartamentos deu-se às 8h55, hora local (menos uma hora em Lisboa). Os residentes do prédio foram retirados e a área foi fechada, assegurou porta-voz da polícia local. Os bombeiros locais confirmam uma morte, mas as autoridades ainda não confirmaram a idade nem o sexo do sujeito. Inicialmente, o número reportado de feridos foi 25, tendo sido mais tarde retificado para 15. Uma mulher ficou ferida com gravidade e foi levada de helicóptero de resgate para o hospital Bergmannstrost em Halle. Quatro polícias sofreram envenenamento por fumo. A informação foi avançada pela polícia de Magdeburgo.

A explosão foi, alegadamente, provocada por munições da Segunda Guerra Mundial, mas a informação ainda não foi confirmada, avançou o jornal regional online Mitteldeutscher Rundfunk.

O apartamento onde se deu a explosão ficou completamente queimado. Os restantes apartamentos da casa serão verificados quanto à sua segurança durante a tarde. Só então se decidirá quais os residentes que podem regressar ao edifício e quando.

O prédio fica nas imediações de um berçário e de uma escola primária. Todas as crianças foram retiradas do local e nenhuma ficou ferida.

O  governador do estado da Saxônia-Anhalt, Reiner Haseloff, já prestou declarações sobre a explosão e agradeceu a todos os trabalhadores de resgate. O prefeito da cidade, Heiko Breithaupt, promete abrir uma conta de doações para as vítimas da explosão.

 Em atualização