A companhia de transporte de petróleo Union Maritime anunciou esta terça-feira que o seu petroleiro Duke foi atacado no trajeto entre Angola e o Togo, por seis piratas do mar que raptaram 20 indianos membros da tripulação.

“O nosso navio petrolífero MT Duke esteve envolvido num incidente de segurança no domingo pelas 7h00 horas; foi atacado e subiram a bordo enquanto estava em viagem de Luanda, em Angola, para Lome, no Togo, com uma carga de petróleo”, anunciou a empresa em comunicado citado pela imprensa especializada.

De acordo com a consultora de segurança marítima Dryad Global, foram seis os piratas que subiram a bordo do petroleiro, tendo raptado 20 tripulantes. A empresa acrescentou no comunicado que a segurança da tripulação era a principal prioridade, e que irá cooperar com todas as autoridades relevantes para resolver o problema o mais rápido possível.