A Polícia de Segurança Pública (PSP) já identificou alguns dos adeptos que insultaram Moussa Marega com cânticos e gritos racistas , no jogo do FC Porto frente ao Vitória de Guimarães, no domingo, segundo o que a TVI conseguiu apurar. As imagens de videovigilância têm sido fundamentais para a identificação dos suspeitos de infrações criminais e contraordenacionais.

A PSP referiu, na segunda-feira, este tipo de comportamentos racistas e xenófobos configuram “um crime previsto e punido no Código Penal”, punível com uma pena de prisão de 6 meses a 5 anos, ou com uma coima entre mil e dez mil euros.

O avançado dos dragões pediu para ser substituído, ao minuto 71 do jogo da 21.ª jornada da I Liga, entre o FC Porto e o Vitória de Guimarães, depois de ter ouvido cânticos e gritos racistas de adeptos da formação vimaranense, numa altura em que o FC Porto vencia por 2-1, resultado com que terminaria o encontro.