Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

De acordo com vários relatos publicados nas redes sociais, terão sido cerca de duzentas as pessoas que na madrugada deste domingo, perto da 1h, pararam motas e carros sem aviso em plena Segunda Circular, junto ao Aeroporto, bloqueando as três faixas de rodagem.

Sem ligarem sequer os quatro piscas, trancaram portas e saíram. As folhas A4 que traziam coladas nos vidros, com as inscrições “AUUUA 34 – R.I.P. – Luto por um amigo” e as fotografias de Nuno Martins, Tino de Sousa e Júnior Costa, os três homens que ali tinham perdido a vida 48 horas antes, num aparatoso acidente, não deixaram margem para dúvidas aos automobilistas mais próximos: acabavam de ser apanhados numa homenagem fúnebre.

Durante meia hora, amigos e familiares dos três homens, os dois primeiros moradores no bairro da Quinta do Loureiro, em Alcântara, o último do Bairro 6 de Maio, na Amadora, libertaram balões com luzes LED e deixaram flores na estrada onde o Mercedes GLA 45 AMG de 380 cavalos de potência se despistou na madrugada da passada sexta-feira, depois de os ocupantes do carro se filmarem a circular a alta velocidade, tendo um vídeo publicado numa instastory de um deles referido que chegaram aos 300 km/hora.

Lisboa. Jovens que morreram na Segunda Circular filmaram-se a 300 km/h

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

[Alfredo Lavrador, especialista do Observador em automóveis, critica a homenagem às 3 vítimas que cortou a 2a circular. E diz que mais de 200 km/hora naquela via é uma velocidade criminosa. Pode ouvir aqui]

Alfredo Lavrador: “Homenagem na 2ª circular é quase um duplo crime”

Já as centenas de automobilistas impedidos de seguir viagem, esperaram: no sentido Aeroporto-Benfica a fila atingiu os 3 quilómetros de comprimento, como confirmou ao Observador fonte da PSP.

Segunda circular cortada por homenagem aos três jovens que morreram depois de se filmarem a alta velocidade

A imagem que os amigos e familiares de Júnior Costa, Nuno Martins e Tino Sousa têm partilhado nas redes sociais

De acordo com o Jornal de Notícias, foram enviados para o local pelo menos oito carros da Polícia Municipal e da PSP, que tiveram de entrar na Segunda Circular em contramão, para conseguirem chegar ao local e regular o trânsito.

Também nas redes sociais, foram vários os amigos e familiares dos três homens que publicaram vídeos do trajeto que fizeram até ao local da homenagem; das fotografias deles que colaram no separador central da Segunda Circular; e das filas e buzinadelas de que foram alvo ao longo do processo.