A Unbabel, a startup portuguesa que alia a inteligência artificial com pós-edição humana à tradução automática, é umas das organizações escolhidas no ranking da revista norte-americana Fast Company. A startup liderada por Vasco Pedro, ficou em terceiro lugar na categoria “Enterprise”, que premeia soluções para as empresas melhorarem operações.

A lista composta pela Fast Company agrega 434 empresas de 39 países que foram consideradas as mais inovadoras em 2020. Em comunicado, Vasco Pedro diz que “estar entre os premiados de 2020” é uma “validação” da missão da empresa, a de querer “disponibilizar apoio centrado no cliente em qualquer idioma”.

Num momento de crescente volatilidade global, a lista deste ano demonstra a resiliência e o otimismo das empresas em todo o mundo. Estas empresas estão a utilizar a criatividade para resolver os desafios não só das suas indústrias, mas mais além”, afirma Amy Farley, editora da Fast Company.

A Unbabel foi criada em 2013 também pelo atual presidente executivo da empresa, Vasco Pedro. Em janeiro de 2018, angariou 23 milhões de euros de alguns dos investidores de topo mundiais. Já em setembro de 2019, fechou uma outra ronda de 60 milhões de euros. No final do mesmo ano, foi distinguida como a maior scaleup (startups que já estão numa fase de crescimento e expansão mais acelerada) portuguesa, no ranking feito pela aceleradora de startups BGI em colaboração com o Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT Digital).

Com escritórios em Lisboa, São Francisco, Nova Iorque e Pittsburgh, a startup conta com mais de 260 colaboradores e tem como clientes marcas como o Facebook, Microsoft, Booking.com ou easyJet.