O Observador vai manter conteúdos premium abertos a todos os leitores, mesmo que não sejam assinantes, numa parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Os artigos abrangidos por esta iniciativa estarão devidamente assinalados e fazem parte do esforço do Observador de tornar acessível informação essencial em tempos de crise.

Com esta parceria, o Observador equilibra assim a valorização dos seus assinantes — que permitem que seja feito um jornalismo livre e independente — com a necessidade de manter informados o maior número possível de leitores. Segundo a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, esta é uma forma de “reforçar e apoiar a missão do jornalismo neste tempo excecional, sustentando informação credível e validada aos cidadãos e promovendo hábitos de leitura mediática”.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa terá também parcerias que envolvem oferta de assinaturas com outros seis órgãos generalistas e um jornal desportivo — Diário de Notícias, Jornal de Notícias, Visão, Público, Expresso e A Bola. “A Misericórdia de Lisboa considera que o direito de informar e ser informado é uma necessidade que não pode ser descurada, sobretudo numa altura como esta”, afirma a SCML.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa vai também apoiar a imprensa regional, “um veículo fundamental na comunicação com uma parte considerável da população em Portugal”, através dos Jogos Santa Casa, assumindo o compromisso de reforçar o investimento publicitário nesses meios durante este ano.