O município de Pinhel, no distrito da Guarda, viu alargado o estatuto de “Cidade do Vinho” a 2021 devido à pandemia da Covid-19, foi esta segunda-feira anunciado.

“Face à situação de pandemia que está a afetar Portugal, a Europa e o mundo, a Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) decidiu estender a 2021 o estatuto de Pinhel como ‘Cidade do Vinho'”, refere a autarquia em comunicado.

Segundo a fonte, com a decisão que foi aprovada por unanimidade na última reunião do Conselho Diretivo da AMPV, “as iniciativas previstas na candidatura de Pinhel a ‘Cidade do Vinho’ 2020 poderão ser realizadas ainda em 2020 (desde que reunidas as condições ideais), mas também ao longo de 2021”.

O presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura, citado no comunicado, considera tratar-se de “uma decisão justa, tendo em conta que Pinhel continua determinado em concretizar o programa delineado no âmbito da sua candidatura, ao abrigo da qual está prevista mais de uma centena de atividades.

O projeto “Cidade do Vinho”, promovido pela AMPV, surgiu com o objetivo de “valorizar a riqueza, a diversidade e as características comuns dos territórios associados à cultura do vinho e de todas as suas influências na sociedade, na paisagem, na economia, na gastronomia e no património”. O município de Pinhel lembra que a iniciativa “pressupõe a elaboração de um programa anual de ações culturais, de formação e de sensibilização ligadas ao vinho, com visibilidade nacional”.

Não sendo a situação ideal, nomeadamente devido às circunstâncias causadas pela pandemia, Pinhel passa a ser a primeira cidade a ostentar o título de ‘Cidade do Vinho’ durante dois anos consecutivos”, lê-se.

No dia 23 de janeiro, o autarca de Pinhel apresentou publicamente o programa comemorativo dos 250 anos da elevação de Pinhel à categoria de cidade (agosto de 1770) e do projeto “Pinhel – Cidade do Vinho 2020”. A programação “Pinhel – Cidade do Vinho 2020” inclui iniciativas de divulgação dos vinhos locais e da Beira Interior, não só em Pinhel, como também no país e no estrangeiro.

Uma das iniciativas está relacionada com a produção do vinho “Pinhel Cidade Falcão 1770 – 2020”, encomendado pelo município à adega cooperativa local. Está também prevista a realização da atividade “Alegria Engarrafada”, que consiste na divulgação e comercialização dos vinhos de Pinhel em várias cidades do país.

A nível global, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 164 mil mortos e infetou mais de 2,3 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial.

O decreto presidencial que prolonga até 2 de maio o estado de emergência iniciado em 19 de março prevê a possibilidade de uma “abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais”.