O caso da morte de Ahmaud Arbery, a 23 de fevereiro, já tinha sido muito abordado na imprensa dos EUA mas um vídeo tornado público esta quarta-feira trouxe de novo o assunto ao espaço de debate. No mesmo, o jovem de 25 anos da Geórgia, que estava apenas a fazer uma corrida na rua, é morto por dois homens, pai e filho, que na sua defesa alegaram estar a agir em autodefesa – algo que agora se percebe ser uma teoria com pouco fundamento.

As imagens num vídeo de 30 segundos mostram Ahmaud a correr quando surge a carrinha de caixa aberta a parar perto do jovem, que se desvia para o lado direito. Ao aproximar-se, ouve-se o primeiro tiro, vê-se depois Ahmaud a lutar com o atirador e ouvem-se de seguida mais dois tiros, que acabariam por ser fatais. Ou seja, a decisão dos procuradores que consideraram a morte legal cai por terra, sendo que os mesmos procuradores vieram agora pedir escusa do caso por um dos suspeitos, o mais velho, ser um ex-polícia e investigador do Ministério Público.

Os dois suspeitos disseram que Ahmaud Arbery era muito parecido com alguém que procuravam e que tinha estado envolvido numa série de assaltos a casas e que apenas reagiram a um primeiro ataque, algo que agora se percebe não corresponder ao que na verdade se passou e que levou a inúmeras manifestações sobretudo da comunidade afro-americana, que pede justiça para o jovem assassinado. Até Joe Biden, candidato dos democratas nas próximas eleições, veio a público pedir justiça defendendo uma investigação às imagens agora conhecidas, juntando-se a outras personalidades como o cantor e ator Justin Timberlake ou o rapper 2 Chainz.

Agora, o caso chegou também ao mundo do desporto e LeBron James, jogador dos Los Angeles Lakers e uma das maiores estrelas da NBA, teve uma tomada de posição forte em relação àquilo já catalogado de crime de ódio.

“Estamos literalmente a ser caçados todos os dias e todas as vezes que deixamos o conforto das nossas casas! Nem dá para uma pessoa ir fazer só o seu jogging! What the fuck, estão a gozar comigo? Estão a gozar comigo! Sinto muito Ahmaud (Descansa no Paraíso), as minhas preces e orações estão com a tua família!”, escreveu o jogador, numa mensagem difundida nas páginas oficiais de diversas redes sociais com uma fotografia de Ahmaud Arbery.