A gigante tecnológica norte-americana Apple, responsável por produtos como o iPhone ou os MacBook, comprou a startup NextVR, uma empresa especializada realidade virtual. De acordo com a Bloomberg, que revelou a compra, esta aquisição vai ajudar a Apple a desenvolver uns óculos próprios de realidade virtual.

O valor desta compra não foi revelado. Contudo, em abril, o 9to5Mac, um jornal online focado em notícias da Apple, avançava que esta compra ia custar 100 milhões de euros à gigante tecnológica. A NextVR foi criada em 2009 e, nos últimos anos, tem estado à frente da transmissão em realidade virtual de vários concertos e eventos desportivos, como jogos da liga de basquetebol dos EUA, a NBA.

Como refere o 9to5Mac, “não é segredo que a Apple tem planos ambiciosos para realidade aumentada (RA) e para um óculos” com esta tecnologia. O conceito de a realidade aumentada (RA) é diferente do de realidade virtual, mas utilizam muito da mesma tecnologia. O que esta inovação faz é permitir que ao utilizador adicionar e manipular objetos ao mundo real vistos através de óculos. É como colocarmos hologramas na nossa sala de estar. Já a realidade virtual permite ao utilizador entrar completamente num mundo digital. Contudo, e explicando de maneira simples, quem queria estes conteúdos pode aplicá-lo em dispositivos que utilizam os dois conceitos.

Atualmente, empresas como o Facebook, através dos dispositivos de realidade virtual da Oculus, e a Microsoft, através de dispositivos de realidade aumentada como o Hololens, já vendem óculos deste tipo. Outras empresas, como a Lenovo ou a Sony, através da PlayStation, têm também investido neste mercado. Numa altura de pandemia que leva a alturas de confinamento, estas tecnologias que permitem evitar o contacto social direto podem começar a crescer, como contou no final de abril o The New York Times.

Com a compra da NextVr, resta saber quais serão os possíveis dispositivos da Apple. O MacRumors, outro site especializado em notícias da Apple diz que a empresa tem “uma equipa de centenas de funcionários” a trabalhar em projetos de realidade aumentada e virtual. O mesmo site lembra que, em 2019, a Apple registou uma patente para uns possíveis “Apple Glasses”.

Contudo, para já, a Apple ainda não anunciou nenhum dispositivo com o nome da empresa. Nos últimos anos, a gigante norte-americana fundada por Steve Jobs e liderada por Tim Cook, tem lançado ferramentas de realidade aumentada com as atualizações do iOS, o sistema operativo dos iPhone, sendo, sem segredos, uma das apostas assumidas da empresa.