Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

“Sim, é verdade. Sou candidato à presidência do FC Porto”. No dia 1 de março, presente no programa “Trio de Ataque” da RTP3 (onde não era comentador residentes), José Fernando Rio, jurista, gestor e comentador do Porto Canal, assumiu algo que durante muitos anos se considerou impensável – desafiar a liderança de Pinto da Costa. E deixou algumas razões para a medida: “Não é uma questão de audácia, é uma questão de portismo. O FC Porto precisa de ser discutido, de ideias novas, de pessoas novas. É pelo FC Porto e não contra ninguém que me candidato. É por um FC Porto de contas saudáveis, com ambição e competitividade desportiva, que possa ter condições para ser cada vez melhor, que possa ter condições para voltar à hegemonia do futebol português, às finais internacionais. E que o FC Porto possa ter as contas certas para chegar a esses objetivos”.

Panfletos de avião “Pela decência”, Madjer, a promessa Dalgish e uma entrevista ao Semanário: as outras eleições de Pinto da Costa

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.