Os encontros têm sido quinzenais mas o de esta quarta-feira foi o último: na sede do Infarmed, em Lisboa, Governo, partidos políticos e especialistas de saúde juntaram-se para avaliar pela última vez a evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal.

A julgar pelas reações depois do encontro, um dos pontos mais consensuais foi a informação prestada por peritos de saúde, que apontam para uma estabilização recente no número de novos casos.

No final do encontro, as reações dos partidos variaram, mas quase todos sublinharam a importância destas reuniões — e alguns, como o CDS, Chega e Iniciativa Liberal, lamentaram mesmo que estas tivessem terminado.

À esquerda do Governo, o BE apontou a mira à pouca fiabilidade do reporte de dados por laboratórios privados e quer bloquistas quer comunistas alertaram para a pouca dotação de médicos especializados em saúde pública no SNS.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.