Depois do sucesso granjeado pela assinatura luminosa do 208 e do 508, com aquelas enormes presas verticais que mais parecem as de um tigre dentes de sabre, em forma de day running lights, já era de esperar que a Peugeot alargasse esta solução estética aos restantes modelos da marca. E o primeiro a usufruir da partilha é o 3008, o SUV compacto que disputa o segmento mais agressivo do mercado, aquele em que tem de enfrentar os líderes, o Nissan Qashqai e o VW Tiguan, com que o Peugeot se bate em alguns mercados.

A introdução do restyling do renovado 3008, que chegou ao mercado em Janeiro de 2017, era aguardada para breve, especialmente depois de Carlos Tavares, o CEO da PSA, ter anunciado que em 2023 irá surgir um substituto com uma nova plataforma mais electrificada, a eVMP. Aquilo com que a marca francesa eventualmente não contava é que o Forum Peugeot fosse “arejar” as fotos da versão definitiva do modelo, o que revelou o segredo que os franceses gostavam que continuasse bem guardado por mais umas semanas.

A avaliar pelas fotos, o renovado 3008 conta com uma nova grelha e novos conjuntos ópticos à frente, que o tornam mais moderno, apesar de serem as day running lights que chamam mais a atenção, tendo ainda a possibilidade de realizar a função de piscas. A traseira apresenta mexidas menos evidentes, com o interior a revelar um ecrã maior e, certamente, mais sistemas de informação e entretenimento.

No capítulo das motorizações, não são esperadas grandes novidades, com a oferta a gasolina e a gasóleo a manter-se. Bem como os híbridos plug-in, disponíveis nas duas versões, menos potente com tracção à frente e mais possante com tracção integral.