Um homem de 48 anos suspeito de tráfico de droga foi detido esta terça-feira numa aldeia do concelho de Miranda do Corvo, onde a GNR desmantelou uma plantação de canábis.

Em comunicado, o Comando Territorial de Coimbra da GNR informa que, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da Lousã, deteve o presumível produtor “pelo crime de cultivo de estupefacientes” na localidade de Gândara de Semide.

Foi possível apurar que o suspeito tinha na sua residência uma plantação de canábis, com plantas entre os 0,3 e os 2,3 metros de comprimento, cujo objetivo seria a sua comercialização como produto estupefaciente”, refere.

Na sequência de “diversas diligências de investigação”, os militares da GNR “deram cumprimento a dois mandados de busca, uma domiciliária e outra ao veículo do suspeito, que culminaram na apreensão” de 68 daquelas plantas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Foram ainda apreendidas 941 doses dessa droga, 200 sementes da espécie, um sistema de aquecimento da estufa alegadamente cuidada pelo agora detido e “diversos químicos para produção” dos pés de canábis.

O suspeito será ouvido no Tribunal Judicial da Lousã, na quarta-feira, para aplicação das medidas de coação. A operação contou com um reforço de meios do Posto Territorial de Miranda do Corvo da GNR.