A GNR realizou mais de 1.800 ações de sensibilização, entre 1 de julho e 15 de setembro, sobre o perigo de afogamento de crianças e jovens em piscinas privadas, indicou esta terça-feira fonte oficial.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana refere que, no âmbito da operação “Piscina Segura”, os militares das secções de prevenção criminal e policiamento comunitários dos comandos territoriais realizaram 1.802 ações de sensibilização, as quais abrangeram cerca de 10.500 pessoas.

Durante as ações de sensibilização, os militares transmitiram vários conselhos, como “manter sempre as crianças sob a vigilância permanente e efetiva de um adulto”, “estar sempre atento a todos os movimentos, seja dentro de água ou na beira da piscina” e não deixar brinquedos na piscina, uma vez que podem chamar a atenção das crianças e “revelar-se numa distração fatal”.

Evitar que as crianças corram à beira da piscina e tapar sempre a piscina com uma tela ou lona quando não estiver a ser utilizada foram outros dos conselhos transmitidos.