O alto representante da União Europeia para a Política Externa, Josep Borrell, reiterou esta terça-feira em Kiev ao Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, o apoio da UE à soberania da Ucrânia, aos ucranianos e ao processo de reformas no país.

“A UE está com a Ucrânia, a sua soberania e o seu povo. Somos o parceiro mais forte e confiável da Ucrânia e apoiamos um processo de reformas eficaz que beneficie todos os ucranianos”, disse o chefe da diplomacia europeia, segundo uma mensagem na rede social Twitter.

Antes da reunião com Zelensky, Borrell, que efetua a sua primeira visita à Ucrânia desde que assumiu o cargo de alto representante da União Europeia, encontrou-se com o ministro da Defesa ucraniano, Andriy Taran, com quem analisou a cooperação em matéria de defesa e segurança e o conflito na região russófona de Donbass.

Segundo um comunicado do Ministério da Defesa ucraniano, foram abordadas no encontro as atividades da Operação de Forças Conjuntas em Donbass, onde as forças armadas ucranianas enfrentam desde 2014 os rebeldes pró-russos nas autoproclamadas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, no leste do país.

O chefe da diplomacia comunitária iniciou esta terça-feira a sua visita oficial à Ucrânia com um encontro com representantes da sociedade civil e do parlamento.

“Instituições sólidas, independentes e eficazes contra a corrupção e reformas judiciais são cruciais para dar resposta aos anseios do povo ucraniano”, comentou Borrell igualmente no Twitter.

O alto representante da UE também se reunirá com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Dmitri Kuleba, com a representante especial na Ucrânia da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Heidi Grau, e com o chefe da Missão Especial de Observação da OSCE no país, Yasar Halit Cevik.