A China somou, no domingo, 50 dias consecutivos sem registar contágios locais com o novo coronavírus. Ainda assim, “importou” 20 casos: dez diagnosticados em Xangai (leste) e outros tantos nas províncias de Sichuan (sudoeste, três), Mongólia Interior (norte, dois), Fujian (sudeste, dois), Shanxi (norte, um), Jiangsu (leste, um) e Guagandong (sul, um).

O número total de infetados ativos na China continental é de 208, um dos quais permanece em estado grave.

A Comissão de Saúde da China não anunciou novas mortes por covid-19. Dos 85.470 infetados na China desde o início da pandemia, 4.634 pessoas morreram e 80.628 já superaram a doença.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e trinta mil mortos e mais de 34,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.