A Câmara de Proença-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, está a distribuir 1.600 máscaras a pessoas com mais de 70 anos, cuja produção envolveu uma ação de voluntariado, foi esta sexta-feira anunciado.

Em comunicado, o município de Proença-a-Nova explica que, com o evoluir da pandemia e com o início da obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção, desafiou os munícipes que tivessem jeito para a costura a produzir máscaras em tecido para serem distribuídas a todos os idosos do concelho com mais de 70 anos.

Para esta ação de voluntariado, que começou em meados de abril, o município disponibilizou um espaço na Casa das Associações, os materiais necessários e contou com a boa vontade de muitos voluntários em nome individual, na sua maioria participantes dos cursos de costura promovidos pelo Projeto Enraizar CLDS 4G e os alunos da Universidade Sénior”, lê-se na nota.

Nesta ação de voluntariado, foram produzidas 1.600 máscaras sociais, cuja distribuição pela população com mais de 70 anos já está em curso.

“Na vila de Proença-a-Nova, a distribuição é feita na Junta de Freguesia, devendo ser levantadas de segunda a sexta-feira entre as 08h30 e as 12h30 e entre as 13h30 e as 16h30”, lê-se na nota da autarquia.

Promovida pelo Projeto Enraizar CLDS 4G, em parceria com a Câmara de Proença-a-Nova, esta ação contou ainda com o apoio das juntas de freguesia, que disponibilizaram a listagem dos idosos com mais de 70 anos em cada localidade do concelho.

Portugal contabiliza pelo menos 3.181 mortos associados à Covid-19 em 198.011 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 23 de novembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos conselhos de risco de contágio mais elevado e municípios vizinhos. Atualmente, a medida abrange 191 concelhos.