O candidato apoiado pelo PCP às eleições presidenciais de 2021, João Ferreira, disse esta sexta-feira no Funchal que o Presidente da República deve exigir aos órgãos de soberania solidariedade nacional às regiões autónomas sempre que as situações o exigirem.

“Na situação especial que estamos a viver torna-se necessário encarar a necessidade de um reforço da solidariedade no plano nacional, é evidente que uma região, como a Região Autónoma da Madeira, com indicadores no plano social e económico que são preocupantes exige uma mobilização de solidariedade do plano nacional para responder às dificuldades“, disse no final de um encontro com a União dos Sindicatos da Madeira.

“O Presidente da República tem um papel importante na exigência da concretização desse sentido de solidariedade nacional”, sublinhou.

João Ferreira defendeu ainda que a autonomia política da Madeira e dos Açores consagrada na Constituição da República não só corresponde a um sentimento “profundo” das populações insulares como “comporta um potencial de contributo para o desenvolvimento económico e social das regiões” que, na sua opinião, “está desaproveitado ou não concretizado e era importante aproveitar mais plenamente esse potencial aberto pela autonomia”.

O candidato manifestou-se preocupado com as consequências da pandemia da Covid-19 no arquipélago ao nível da quebra de rendimentos dos trabalhadores, do desemprego, dos salários em atraso, dos problemas de trabalhadores em lay-off, e das consequências da precariedade laboral na atividade turística.

Sobre estes problemas de agravamento da situação social na região, o candidato João Ferreira defendeu que ser imperioso efetivar da parte da República uma maior solidariedade para as “necessárias respostas económicas e sociais que se tornam urgentes garantir para os trabalhadores e para o povo desta região autónoma”.

João Ferreira apresentará ainda esta sexta-feira cumprimentos ao Representante da República para a Madeira, no Palácio de São Lourenço, e ao presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, no parlamento madeirense.

Ao fim da tarde, João Ferreira participará numa iniciativa político-cultural na Universidade da Madeira, numa sessão intitulada “Valores de Abril e Defesa da Autonomia”.

No sábado desloca-se à ilha do Porto Santo e no domingo, já no Funchal, participa em ações de cariz cultural.