Dark Mode 195kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Sexta morte entre os infetados na casa dos 20 anos. Portugal ultrapassou os 400 mil casos desde o início da pandemia

Com 3.336 novos casos de infeção, Portugal ultrapassa as 400 mil infeções. Mas há menos internamentos -- registam-se menos de 500 nos cuidados intensivos. Morreu uma pessoa na casa dos 20 anos.

i

Getty Images

Getty Images

Uma das 74 mortes por Covid-19 registadas ao longo da última segunda-feira foi a de um jovem com entre 20 e 29 anos. É a sexta morte provocada pela doença induzida pelo novo coronavírus nesta faixa etária. Há ainda a lamentar a morte de três pessoas com  50-59 anos, seis com 60-69 anos, 19 com 70-79 anos e 45 com 80 anos ou mais — uma das faixas etárias que, em número de novos casos, é das mesmas atingidas.

Portugal ultrapassou na segunda-feira os 400 mil casos de infeção pelo novo coronavírus, releva também o relatório de situação da Direção-Geral da Saúde (DGS) publicado esta terça-feira. Setenta e quatro pessoas morreram de Covid-19 e 3.336 testaram positivo à infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas.

O número de internamentos por Covid-19 nos hospitais portugueses baixou, tanto nas unidades gerais como nas unidades de cuidados intensivos. Ao longo da última segunda-feira, contabilizavam-se 2.930 pessoas em internamento geral (menos 37 que na última atualização) e 486 em UCI. Desde 20 de dezembro que o número de doentes em cuidados intensivos não descia abaixo das cinco centenas.

Faixa dos 40-49 anos é a mais preocupante em novos casos

O maior número de novos casos de infeção pelo novo coronavírus continua a verificar-se na faixa etária dos 40 aos 49 anos, com 576 dos positivos encontrados na segunda-feira. Seguem-se os 20-29 anos (532), os 50-59 anos (523), os 30-39 anos (498), os 60-69 anos (383), os 10-19 anos (254), os 70-79 anos (228), 80 anos ou mais (186) e as crianças até aos nove anos (156).

O número de casos ativos de infeção pelo novo coronavírus também diminuiu para 65.457 entre a meia-noite e as 23h59 da última segunda-feira. São menos 2.850 que os casos ativos verificados no dia anterior. O número de recuperados ascendeu agora aos 327.794, mais 6.112 que no boletim publicado na segunda-feira. Há menos 1.995 contactos em vigilância, perfazendo agora 91.141 pessoas sob observação das autoridades de saúde.

A região Norte é a que concentra o maior número de novos casos de infeção pelo novo coronavírus: 1.494 em 24 horas e 24 óbitos por Covid-19. A região de Lisboa e Vale do Tejo foi a que registou mais vítimas mortais pela doença provocada pelo SARS-CoV-2: foram 33 óbitos e 995 novos casos.

A região Centro somou 628 novos casos e nove mortes, o Alentejo contabilizou 52 novos casos e seis óbitos e o Algarve registou mais 90 casos e uma morte por Covid-19. No território insular, houve uma morte e mais 27 infetados nos Açores; e 50 novos casos positivos na Madeira, sem registo de nenhuma vítima mortal.

A maioria dos novos casos são mulheres, que perfazem 1.743 dos infetados registados na última segunda-feira. 1.593 são homens. Quanto às mortes provocadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas, 41 foram de pessoas do sexo masculino e 33 do sexo feminino.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.