Sem medo das várias baixas no plantel, o treinador do Sporting de Braga, Carlos Carvalhal, garantiu esta sexta-feira que os minhotos vão jogar para ganhar em Alvalade, frente ao Sporting. O jogo é no sábado e diz respeito à 12.ª jornada da I Liga de futebol.

Bruno Viana, Tormena, David Carmo e Castro, todos infetados com covid-19, estão fora do jogo com os ‘leões’, tal como os lesionados Moura e Galeno, além de Rui Fonte, este há mais tempo afastado devido a uma lesão grave no joelho esquerdo contraída em meados de julho do ano passado.

O lateral esquerdo Sequeira está em dúvida após as queixas apresentadas na coxa esquerda, na segunda-feira, diante do Boavista, que motivaram mesmo a sua saída aos 50 minutos do jogo que os minhotos venceram por 4-1.

“Temos um plantel no qual depositamos total confiança em todos os elementos. Disse aos jogadores que não queria nenhum jogador que não pensasse que podia jogar no jogo seguinte e, por isso, é que fizemos um plantel curto e temos ido buscar jogadores à equipa B e dos sub-23 para colmatar uma ou outra ausência natural”, afirmou o técnico na antevisão à partida com o Sporting aos meios do clube.

Para Carlos Carvalhal, “não há titulares, há jogadores disponíveis ou indisponíveis, e [independentemente das baixas] o Sporting de Braga será sempre o Sporting de Braga, seguindo o lema de 100% de respeito pelo Sporting, 0% de medo”.

O treinador deixou elogios à turma ‘leonina’, um “adversário dificílimo que ainda não perdeu este ano no campeonato” e que o lidera, mas frisou que a sua equipa se preparou “muito bem para o jogo” e prometeu um Sporting de Braga a discutir a vitória.

“Temos muita confiança e, evidentemente, vamos discutir os três pontos com uma vontade muito grande de vencer. Vamos fazer o nosso jogo e interpretar o que ele está a pedir. É sempre um jogo de forças entre aquilo que queres e o que o adversário te proporciona, quando conseguimos fazer o que queremos damos uma resposta boa, quando o adversário nos obriga a fazer o que não queremos, também nos preparámos bem, sabemos perceber o que está a acontecer no jogo e dar uma resposta adequada”, disse.

Carlos Carvalhal afirmou estar “à espera de um Sporting que tem qualidade, um excelente treinador, uma boa equipa, com boa organização, um grande clube”, não deixando de assinalar o facto de os lisboetas não terem conseguido chegar à fase de grupos da Liga Europa, o que lhes permite apresentarem-se mais “frescos” no campeonato.

“O Sporting não está na competição europeia, não tem esta prova extra e tem-se apresentado para todos os jogos com uma frescura muito grande. Não tem tido esta sobrecarga que também lhes podia penalizar no campeonato, ou não, mas as equipas que estão, nós, o FC Porto e o Benfica, sentimos, num ou noutro jogo do campeonato, o peso de termos jogado a meio da semana nas competições europeias”, realçou, considerando que até grandes equipas como o “Barcelona, Real Madrid, Bayern Munique ou Liverpool sentem isso também”.

Por outro lado, notou, “o Sporting vai encontrar um adversário muito complicado, que defende bem e, fundamentalmente ataca bem”, com “uma média de golos a roçar o excelente, uma equipa que interpreta bem os jogos e que é muito competitiva, que gosta de competir e para ganhar”.

Sporting de Braga, quarto classificado, com 24 pontos, e Sporting, primeiro, com 29, defrontam-se a partir das 18:00 de sábado, no Estádio José de Alvalade, em Lisboa, em jogo que será arbitrado por Fábio Veríssimo, da associação de Leiria.