Dark Mode 195kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Boletim DGS. Portugal tem o quarto pior dia em óbitos. Há 26 dias que não havia tantos internados

Esta terça-feira foi, a par do dia 14 de dezembro, o quarto dia com mais óbitos desde o início da pandemia. Número de internamentos aumentou e não era tão alto desde 10 de dezembro.

i

Portugal volta ainda a aproximar-se das 5 mil infeções diárias

Sardinia Region Press Office HANDOUT/EPA

Portugal volta ainda a aproximar-se das 5 mil infeções diárias

Sardinia Region Press Office HANDOUT/EPA

Há 26 dias que não havia tantas pessoas internadas nos hospitais. De acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde desta terça-feira, nas últimas 24 horas mais 89 pessoas foram internadas, para um total de 3.260, o maior número desde 10 de dezembro, quando estavam nos hospitais 3.304 pessoas.

Nos cuidados intensivos, as notícias também não são animadoras: de segunda-feira para terça-feira são mais dois os pacientes nestas unidades, totalizando agora as 512, o maior número desde 13 e 14 de dezembro (eram 513 nessas datas).

Quarto dia com mais óbitos

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 90 óbitos por Covid-19 (no dia anterior tinham sido 78) e 4.956 novos casos (4.369 no dia anterior), de acordo com o boletim da DGS.

Desde 14 de dezembro que não havia tantos óbitos por Covid-19. A par desse dia (que teve 90 óbitos), esta terça-feira foi o quarto com mais óbitos, depois de 13 de dezembro (98), 11 de dezembro (95) e 16 de novembro (91).

Portugal volta ainda a aproximar-se das 5 mil infeções diárias. Aliás, há três dias consecutivos que o valor de novos casos está a aumentar.

Nas últimas 24 horas, recuperaram 4.691 pessoas, num total de 349.110 desde o início da pandemia. Estão sob vigilância pelas autoridades de saúde mais 1.828 pessoas (são ao todo 96.577 neste momento).

Região Norte com 39,2% do total de novos casos

A região Norte voltou a ser a que teve mais novas infeções — foram 1.945 nas últimas 24 horas, o que representa 39,2% do total. Também teve mais óbitos — foram 33. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 1.552 novos casos e 24 óbitos. Já a região Centro registou 845 novos casos e 17 mortes e o Algarve 193 casos e uma morte.

No caso das regiões autónomas, há uma morte a registar no arquipélago da Madeira (com 72 novos casos) e nenhuma nos Açores (com 39 novos casos).

Morreu uma mulher na faixa etária dos 30 aos 39 anos

O boletim da DGS indica ainda que morreu uma mulher entre os 30 e os 39 anos nas últimas 24 horas. Morreram também dois homens e duas mulheres com entre 50 e 59 anos, sete homens e sete mulheres com entre 60 e 69 anos e 10 homens e duas mulheres na faixa etária dos 70 aos 79 anos.

Com idade igual ou superior a 80 anos morreram nas últimas 24 horas 26 homens e 33 mulheres.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.