O anúncio da segunda gravidez dos Sussex é motivo de felicidade para qualquer fã da família real britânica, mas entre os seguidores mais atentos há um detalhe que salta à vista: a notícia surgiu dias depois de ter sido conhecido que a princesa Eugenie e Jack Brooksbank já são pais. Menos de uma semana separou os dois anúncios, motivo pelo qual os duques estão a ser acusados de ofuscarem os recém-papás.

Esta não é, porém, a primeira vez que a quase sobreposição de notícias acontece. Em outubro de 2018, Harry e Meghan terão anunciado a primeira gravidez durante o casamento de Eugenie e Brooksbank, uma situação que não terá agradado os protagonistas do grande evento, incluindo Sarah Ferguson, a mãe da noiva. A pairar no ar ficou a questão: houve ou não quebra de protocolo?

Anúncio da gravidez de Meghan Markle está a causar polémica

Apesar daquilo que chegou a ser considerado uma gafe social, ainda que o anúncio oficial tenha acontecido poucos dias depois, Eugenie e Harry têm, ao que tudo indica, uma relação particularmente forte. Em “Finding Freedom”, os autores chegam a detalhar como os primos são muito amigos e como a princesa recebeu “com entusiasmo” a chegada de Meghan à família real. Atualmente, Eugenie e o marido estão a viver em Frogmore Cottage, a casa que os Sussex remodelaram.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As acusações nas redes sociais não se ficam por estes dois episódios. No início de 2020, Kate Middleton celebrou os 38 anos em pleno furação Megxit. Em 2021, temia-se que o novo podcast dos Sussex coincidisse, uma vez mais, com os anos de Middleton.

Mais tarde, no 9.º aniversário de casamento de William e Kate, a 29 de abril de 2020, Meghan divulgou um vídeo seu gravado no mês anterior. A decisão de publicá-lo no mesmo dia despoletou críticas, com alguns utilizadores no Twitter a comentarem como Meghan tinha tentado roubar os holofotes aos Cambridge — houve mesmo quem chamasse Meghan de “narcisista” e “previsível”.

Meghan Markle e a dureza de ser mãe debaixo de críticas constantes: “Não, não está tudo bem”

A isto juntam-se ainda as vezes em que os Sussex tiveram obrigações em simultâneo com os Cambridge, como em março de 2020, quando Meghan e Harry compareceram juntos no primeiro evento em dois meses, coincidindo com o último dia da tour de Kate e William na Irlanda. Outro exemplo foram as polémicas declarações dos Sussex para o documentário da ITV, “Harry and Meghan: An African Jorney”, que ofuscaram a viagem de William e Kate ao Paquistão, algo que terá deixado a rainha furiosa.