457kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

O lance em que o FC Porto pediu penálti de Nuno Mendes sobre Marega: o grande caso do Clássico

Este artigo tem mais de 1 ano

Num jogo que acabou sem golos, o lance mais polémico aconteceu logo na primeira parte: Nuno Mendes travou Marega na área do Sporting e o FC Porto pediu grande penalidade. João Pinheiro nada assinalou.

FBL-POR-LIGA-PORTO-SPORTING
i

O avançado maliano foi travado pelo jovem ala no interior da grande área do Sporting

AFP via Getty Images

O avançado maliano foi travado pelo jovem ala no interior da grande área do Sporting

AFP via Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Num Clássico que terminou sem golos, os lances polémicos também não proliferaram. O único, diga-se, aconteceu logo nos instantes iniciais.

Aos seis minutos, Marega foi travado por Nuno Mendes no interior da grande área. O árbitro João Pinheiro considerou que não existiu falta do jogador do Sporting, o VAR não alertou a equipa de arbitragem e o FC Porto ficou a pedir grande penalidade.

Pouco depois, ainda que sem a mesma relevância, os dragões reclamaram também um eventual cartão amarelo para Tiago Tomás, que teve uma entrada mais dura sobre Mbemba. João Pinheiro falou com o avançado leonino mas não tomou qualquer ação disciplinar.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.