Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Naquele que foi o primeiro discurso após abandonar a Casa Branca, há seis semanas, Donald Trump sugeriu uma possível candidatura às eleições presidenciais de 2024. Sem nunca o confirmar, o ex-presidente começou por referir a “incrível viagem” que começou há quatro anos e que “está longe de terminar”.

A falar na Conferência de Ação Política Conservadora de 2021, na Flórida, Trump prometeu “discutir o futuro” do partido e do país. “Vou continuar a lutar ao vosso lado, vamos fazer o que fizemos desde o início, que é ganhar”, afirmou, deixando claro que não vai criar um novo partido. “Temos o Partido Republicano”, disse, que “vai ser mais forte do que nunca”.

No discurso que chegou com uma hora de atraso e foi precedido pelo tema “God Bless the U.S.A”, de Lee Greenwood, Trump criticou, como seria de esperar, a administração de Joe Biden.” Todos sabíamos que a administração ia ser má, mas não sabíamos o quão má ia ser”, chegando a afirmar que o atual presidente dos EUA teve, até agora, o pior primeiro mês da história. Continuando o ataque, com particular incidência na política de imigração e exigindo a reabertura das escolas, sugeriu que os Democratas podem perder em 2024 : “Quem sabe, eu até posso decidir vencê-los uma terceira vez”, numa referência à alegação infundada de que não perdeu nas últimas eleições. 

O ex-presidente dos EUA marcou presença na Conferência de Ação Política Conservadora de 2021 — a conferência existe desde 1974 e é vista como o encontro mais influente dos conservadores dos EUA, bem como um barómetro da direção política do Partido Republicano. A conferência começou na quinta-feira no Hyatt Regency Hotel em Orlando e entre os ausentes está o antigo vice-presidente Mike Pence.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De acordo com a CNN, Trump venceu um sondagem considerando os participantes da CPAC, que foram questionados sobre o candidato preferido para 2024. Foram realizadas duas sondagens e apenas uma incluiu o nome de Trump — nessa, o ex-presidente venceu com 55% dos votos (Ron DeSantis, governador da Flórida, conseguiu 21% e o governador da Dakota do Sul, Kristi Noem, 4%). Na segunda sondagem, DeSanti DeSantis ficou muito à frente da concorrência. Os resultados sugerem que há interesse noutros potenciais candidatos.

Este é o primeiro discurso de Donald Trump desde que deixou o cargo enquanto presidente dos EUA. O discurso acontece poucas semanas depois de ter sido absolvido da acusação de “incitamento à insurreição” — no julgamento de impeachment, alguns membros do partido Republicano votaram contra o ex-presidente. A participação na CPAC representa a influência contínua de Trump sobre o partido.

O ex-presidente continua banido das redes sociais, incluindo Facebook e Twitter, na sequência da invasão ao Capitólio dos Estados Unidos em janeiro.