Cerca de 50 imigrantes que trabalham na agricultura na região de Odemira foram realojados na madrugada desta quinta-feira no complexo turístico Zmar e na Pousada da Juventude de Almograve. A atuação da Guarda Nacional Republicana (GNR) está a ser fortemente criticada pelos moradores do complexo do turístico, que falam numa atuação “desproporcional” e admitem avançar para os tribunais, numa altura em que estaria a ser negociado com o Governo a substituição da requisição civil por um “protocolo de conveniência”.

Segundo o responsável da Proteção Civil no Alentejo, José Ribeiro, no Zmar foram realojadas cerca de 30 pessoas e na Pousada da Juventude em Almograve 21. Todas as pessoas deste grupo estão negativas para o novo coronavírus, que provoca a Covid-19, acrescentou a fonte.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.