Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O corte de cabelo de Pablo Iglesias, antigo vice-presidente do governo espanhol e antigo líder do Podemos, já motivou muitos clicks, memes e interpretações nas redes sociais, incluindo a associação a um retrato do jovem Estaline feito por Iraklij Toidze, em 1932. O jornal EL Español diz, no entanto, que tudo não passou de uma coincidência e que até Iglesias terá ironizado com a comparação.

O jornal La Vanguardia, o primeiro a divulgar o novo visual de Pablo Iglesias, fez uma lista de atores que poderiam ter inspirado o corte de cabelo do ex-político: do professor de “A Casa de Papel” ao James Bond interpretado por Javier Bardem, entre outras hipóteses. Mas ainda que todos se tenham concentrado no corte de cabelo e o simbolismo com a mudança de vida, a resposta pode estar, de facto, no livro que tem na mão, refere o jornal El Español.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Se a semelhança com o retrato de Estaline pode ter sido uma coincidência, a escolha do livro não foi. Aliás, foi graças ao livro que a fotografia de Dani Gago se tornou pública. Foi o próprio Pablo Iglesias que a mandou ao jornalista que deu a notícia da mudança de visual do ex-político.

O livro “¡Me cago en Godard! Por qué deberías adorar el cine americano (y desconfiar del cine de autor) si eres culto y progre”, que Iglesias tem nas mãos, foi escrito por Pedro Vallín. Um livro polémico que encaixa em Iglesias, escreve o jornal El Español.

Pedro Vallín também é o jornalista do La Vanguardia que recebeu a fotografia e escreveu a notícia. A imagem mostra uma mudança, mas não só no cabelo: o antigo líder do Podemos tinha prometido ao jornalista que leria o livro quando tivesse tempo e, agora, já tem.

O jornalista, que já se tinha cruzado com Iglesias em vários momentos, associou o corte de cabelo e o rabo de cavalo aos aprendizes de Jedi dos filmes “Star Wars” que só podia ser cortado depois de concluírem o treino e se tornarem cavaleiros. No Twitter, Pablo Iglesias tem agora como descrição pessoal: “Cavaleiro Jedi segundo Vallín”.

Depois de abandonar a política, Pablo Iglesias cortou o icónico rabo-de-cavalo