439kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Covid-19. Taiwan fecha cinemas e limita ajuntamentos até dia 28 de maio

Este artigo tem mais de 1 ano

Um surto que terá começado no final de abril fez com que Taiwan registasse, só num dia, um décimo dos infetados de toda a pandemia. Governo impôs medidas restritivas e fechou a ilha a não residentes.

epa09089434 A handout photo made available by Taiwan Executive Yuan shows Taiwan's Premier Su Tseng-chang receiving a jab of AstraZeneca COVID-19 vaccine in Taipei, Taiwan, 22 March 2021. Taiwan started administering the 44,500 doses of AstraZeneca COVID-19 vaccine at 57 designated hospitals across the country. The 44,500 doses are amongst the first batch from a shipment of 117,000 AstraZeneca vaccines that arrived in Taiwan on 03 March. EPA/TAIWAN EXECUTIVE YUAN / HANDOUT HANDOUT EDITORIAL USE ONLY/NO SALES
i

Apesar de o primeiro-ministro de Taiwan, Su Tseng-chang, ter dado o exemplo, a população não estava a aderir muito à vacinação até ao recente surto

TAIWAN EXECUTIVE YUAN / HANDOUT/EPA

Apesar de o primeiro-ministro de Taiwan, Su Tseng-chang, ter dado o exemplo, a população não estava a aderir muito à vacinação até ao recente surto

TAIWAN EXECUTIVE YUAN / HANDOUT/EPA

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O governo de Taiwan vai impor o conjunto de medidas mais restritivas até ao momento no território devido a um aumento do número de novos casos de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2, noticiou a BBC.

Até 28 de maio, os cinemas e espaços de entretenimento estarão fechados e os ajuntamentos de pessoas limitados a cinco pessoas em espaços fechados e 10 no exterior. A governo aconselha também o uso de máscaras no exterior.

Mais, a partir de dia 19 de maio e até 18 de junho, a entrada no território será limitada aos habitantes de Taiwan e aos que tenham permissão de entrada válida, segundo o Centro de Comando Central de Epidemias de Taiwan. A ilha volta assim a isolar-se para se defender da pandemia.

Nos últimos 14 dias, o território registou 545, segundo dados da Universidade Johns Hopkins (Estados Unidos). Só no domingo, registaram-se 207 novos casos, num total de 2.017 desde o início da pandemia, segundo o Centro de Prevenção de Doença de Taiwan.

O aumento do número de casos levou a que as autoridades adotassem o nível 3 de alerta, o segundo mais restritivo. Mas, mesmo antes do anúncio das medidas, a população acorreu aos supermercados para se abastecer, reduziu a utilização de transportes públicos e procurou vacinar-se — algo que não estava a acontecer no território onde praticamente não havia casos.

O surto terá tido início do final de abril entre os tripulantes de companhia China Airlines e o pessoal do hotel Novotel onde ficaram alojados, refere o jornal The Guardian. O surto terá depois sido propagado aos agregados familiares e contactos próximos.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.