440kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Boletim DGS. Terça-feira com mais casos desde 6 de abril

Este artigo tem mais de 6 meses

Houve mais 445 casos no último dia. Há quase dois meses que não havia tantos casos registados num boletim de terça-feira. Mas não houve qualquer morte. Recuperações de doentes superam novos casos.

Locals And Tourists Are Back In The Streets In Portugal
i

Rua do Carmo, em Lisboa, no passado domingo

Corbis via Getty Images

Rua do Carmo, em Lisboa, no passado domingo

Corbis via Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O número de casos registado esta terça-feira aumentou de forma substancial face ao mesmo dia da semana passada, de 237 para 445 casos (+18,7%), tornando-se mesmo a terça-feira com mais infeções desde 6 de abril (quando houve 874 casos).

Desde então foram registados menos casos a 13 de abril (408), 20 de abril (424), 27 de abril (353), 4 de maio (258), 11 de maio (268), 18 de maio (386) e 25 de maio (375).

Em relação à média dos últimos sete dias, desde quarta-feira 26 de maio, é de 528 casos diários, um valor superior ao registo dos sete dias imediatamente anteriores a este período — 439 casos/dia entre 19 de maio e 25 de maio.

Com 249 casos, Lisboa e Vale do Tejo — região que engloba ainda parte dos distritos de Setúbal, Santarém e Leiria — teve mais de metade das novas incidências do país (+55,9%). Seguem-se Norte (114 casos), Centro (42), Alentejo (13), Açores e Algarve (ambos com 12) e Madeira (3).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Apesar dos números registados esta terça-feira, as recuperações foram em maior número (+678), pelo que os casos ativos recuaram (-233) para um total de 22.700.

É a primeira vez que há uma descida nos últimos sete dias, repetindo o padrão das últimas semanas: no mês passado, todas as terças-feiras tiveram redução de casos ativos, apesar de a tendência ser claramente inversa.

Esta terça-feira, o número de internados em cuidados intensivos identificados no boletim da DGS teve uma segunda descida consecutiva (menos dois doentes, para um total de 50), sendo o segundo melhor registo desde 8 de setembro. Desde então, houve menos doentes graves apenas no passado sábado, 29 de maio.

Já em relação a todos os internamentos, apesar da descida face ao dia anterior (-15), continua a não ser suficiente para recuperar toda a subida registada desde este sábado. Desde então (quando havia 244 internados), registou-se um aumento até aos 283 na passada segunda-feira.

Não houve qualquer morte registada nesta terça-feira. É a quarta vez que acontece na última semana. No total, desde 26 de maio, houve quatro óbitos.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.