Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

É preciso recuar ao dia 7 de março — praticamente três meses — para encontrar um domingo com um número de novos casos de Covid-19 tão elevado como o registado nas últimas 24 horas. Nesse dia 7 de março, foram detetadas 682 novas infeções, face às 612 registadas este domingo, de acordo como o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Ao contrário das novas infeções que sobem há três dias consecutivos, o número de vítimas mortais desce há precisamente três dias — esse valor tem oscilado entre um e três. Este domingo morreram duas pessoas: uma mulher entre os 50 e 59 anos e um homem com mais de 80 anos. As duas mortes foram registadas uma na região de Lisboa e Vale do Tejo e outra na região Centro, segundo revela o boletim da DGS.

Lisboa tem 55% dos novos casos — uma descida de quase 5% desde o último balanço

Depois de Lisboa e Vale do Tejo ter registado no sábado quase 60% do total de novos casos, essa percentagem baixou este domingo para 55%. Do total de 612 novas infeções, 340 foram registados na região da capital, fazendo subir para 323.105 o número total de casos desde o início da pandemia — Lisboa e Vale do Tejo ultrapassa assim a linha dos 323 mil casos totais.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segue-se o Norte com mais 151 novos casos — apesar de um número de novas infeções bastante inferior ao de Lisboa e Vale do Tejo, a região mais a Norte do país continua a ter o valor mais elevado de infeções desde o início da pandemia: 341.380. O Centro tem mais 49 novos casos, o Algarve tem mais 30 e o Alentejo tem mais 19. Nas ilhas, os Açores tiveram mais 21 novas infeções e a Madeira mais duas.

Covid-19. Três em cada cinco novas infeções foram registadas em Lisboa e Vale do Tejo

Internamentos mantêm-se iguais. Casos ativos acima dos 23 mil pelo quarto dia consecutivo

Nas últimas 24 horas não houve mais pessoas a ficar internadas: continuam os mesmos 265 doentes em internamento. No entanto, houve uma pessoa a entrar nos cuidados intensivos, vinda do internamento em enfermaria. São assim 52 as pessoas em UCI. 

Portugal volta a estar acima dos 23 mil casos ativos — é já o quarto dia consecutivo que esse valor é registado. O boletim da DGS dá conta de 23.715 casos ativos, mais 353 do que no dia anterior. Desde 29 de abril que o número de casos ativos não era tão elevado quanto o registado este domingo. Nesse dia 29 de abril havia 23.733 casos ativos.

O número de contactos em vigilância mantém-se igual em relação ao último boletim: 25.398. Já o número de recuperados subiu desde o último balanço da DGS. Mais 257 pessoas recuperaram, fazendo subir para 811.897 o número total de recuperações desde o início da pandemia.