Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Não é a primeira vez que amantes de superdesportivos improvisam uma receita rápida de carne no espeto, grelhando-a com as labaredas que saem pelo escape. Dependendo do cozinheiro e do poder calorífico que emana pelo tubo destinado a expelir os gases, incluindo os que são nocivos para a saúde, a carne até pode ficar com bom aspecto – o difícil será fazê-la mal passada – mas é altamente recomendável que não seja consumida.

Nenhum desses óbices desmobilizou um par de chineses, um no papel de ajudante de cozinha e outro no de chef. A dupla passa a trio porque no papel de protagonista ou, melhor, de grelhador, entra em cena um poderoso Lamborghini Aventador que acabou por exigir, no final da “degustação”, uma reparação de 65.000€, segundo a Quatro Rodas. Mas, a avaliar pelo áudio do vídeo abaixo, o susto não terá sido contabilizado.

Qual “Hell’s Garage”, o episódio decorreu numa garagem em Hunan, na China, e quer o proprietário do Lamborghini quer o ajudante parecem estar a divertir-se até que o devaneio gastronómico descamba. Enquanto um ia girando o espeto com a carne junto ao escape, para um grelhado uniforme, o outro ia tratando do lume em ponto morto. Pressionava o acelerador e soltava o pedal de forma abrupta, para com isso fazer subir as rotações do superdesportivo e depois baixá-las subitamente, processo que leva a que o motor não consiga queimar toda a gasolina injectada – tanto mais que necessita do excesso para refrigerar o interior do V12 –, pelo que o combustível que sobra é expelido pelo escape sob a forma de labareda.

10 fotos

Sucede que o Aventador não é um grelhador qualquer. O que o torna particularmente atractivo para o petisco é o facto de montar um V12 que solta 700 cv às 8250 rpm, montado em posição central traseira, o que confere alguma espectacularidade à expulsão pelo escape dos gases de combustão do motor a gasolina com 6,5 litros de cilindrada.

Ao que parece, o motor sobreaqueceu nesta sessão de culinária e o vaso de expansão do circuito de refrigeração rebentou, daí que o líquido comece a ser atirado para todo o lado, dentro do compartimento da mecânica, e acabe a verter pelo chão, provocando o fumo que tomou conta da garagem quando entra em contacto com os escapes sobreaquecidos. Menos mal que a nuvem era branca, o que leva a crer que se trataria de vapor de água, e não um fumo negro e espesso, indiciando a ocorrência de incêndio no veículo. Ainda assim, além de eventualmente o proprietário do coupé italiano ter perdido o apetite com esta brincadeira, o mais certo é que passe a figurar na “lista negra” da Lamborghini. Isto é, habilita-se a perder o direito a eventuais garantias por parte da marca e, mais grave ainda, à inclusão do seu nome na lista de potenciais clientes para a aquisição de um novo modelo. E tudo por causa de uma salsicha…

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR