Já está extinto o incêndio que deflagrou a tarde de sexta-feira no Palácio da Justiça do Porto, no Campo dos Mártires da Pátria. Em cerca de uma hora, as chamas foram controladas e, segundo o presidente da Câmara do Porto não há danos de maior a lamentar. Rui Moreira, falando aos jornalistas do local, disse ainda que não houve feridos. “Neste caso, foi mais fumo do que fogo”, sublinhou o autarca.

A origem do incêndio foi no telhado do edifício onde funciona o Tribunal da Relação. Durante obras de manutenção para colocação de tela de impermeabilização, com um maçarico, deflagrou o incêndio. Como outros rolos de tela estavam próximos do local das primeiras chamas, o incêndio ganhou intensidade.

“Os sapadores foram alertados para um fumo negro que estava a sair da cobertura do edifício”, explicou Rui Moreira. “Para além do pânico, não há grandes danos”, acrescentou o presidente de câmara, considerando que “o assunto está resolvido”.

Rui Moreira disse ainda que o fogo foi, no fundo, como se fosse uma fogueira no telhado, e no interior do Palácio da Justiça, onde se deslocou para verificar a situação, não havia sequer fumo.

O fogo consumiu o telhado

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O alerta foi dado às 15h27 e, poucos minutos depois, estavam no terreno os primeiros 12 operacionais apoiados por três meios terrestres para combater as chamas, embora tenha havido necessidade de reforçar os meios disponíveis.

O prédio foi imediatamente evacuado e as ruas nas imediações foram cortadas.