Portugal registou 1.247 novos casos de infeção com SARS-CoV-2 e 10 mortes com Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

Ao longo da pandemia, houve mais 866 mortes de homens com Covid-19 do que mulheres e, esta terça-feira, os homens representam oito das 10 mortes registadas em 24 horas.

Entre os óbitos, quatro homens e uma mulher tinham mais de 80 anos e dois homens estavam na casa dos 70. Houve ainda três mortos na casa dos 50 anos: dois homens e uma mulher. No total, já morreram 516 pessoas na casa dos 50 anos, três vezes menos do que na faixa etária dos 60-69 anos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A faixa etária dos 50 aos 59 anos foi também uma das que teve mais novos casos (172), ultrapassada apenas pela faixa etária dos 20 aos 29 anos (188). Próximos, em número de novos casos, estão os grupos etários dos 40 aos 49 anos (167), dos 30 aos 39 anos (164) e até aos nove anos (154).

As três faixas etárias com menos casos são a dos idosos na casa dos 70 anos (77), os que têm mais de 80 anos (84), mas também o grupo de crianças e jovens dos 10 aos 19 anos (117).

No total, houve mais 113 casos de infeção entre as mulheres que tiveram em todas as faixas etárias mais casos em 24 horas, com exceção dos 10 aos 19 anos. Desde o início da pandemia, houve mais 80.120 casos de infeção entre as mulheres.

A região de Lisboa e Vale do Tejo registou 37% dos casos de infeção em todo o país (457), seguida do Norte (380) e Centro (215). Nas restantes regiões houve 115 casos no Algarve, 51 no Alentejo, 16 na Madeira e 13 nos Açores.

A região Norte foi a que registou mais óbitos (4), tantos quanto a região LVT (2) e Centro (2) juntas. Os dois outros óbitos aconteceram no Alentejo e Algarve e não foram registadas mortes nas ilhas nas últimas 24 horas.

Estão 527 pessoas internadas com Covid-19 — menos 24 do que no dia anterior —, das quais 119 estão nas unidades de cuidados intensivos — mais três do que na terça-feira.

Esta quarta-feira, o boletim da DGS revela uma incidência acumulada de 191,1 em todo o país e 196,1 só no continente — uma descida em relação aos dados da última segunda-feira, quando a incidência era, respetivamente, 208,3 e 214,0 novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias.

O índice de transmissibilidade desceu de 0,85 para 0,84 a nível nacional e de 0,84 para 0,83 no continente.

Esta quarta-feira, a DGS reporta ainda 1.686 pessoas recuperadas da infeção e menos 1.951 contactos em vigilância (num total de 33.352). No total, são 35.540 casos ativos — menos 449 nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia já se registaram 1.058.347 casos de infeção e 17.882 óbitos.