Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Galp anunciou um acordo para adquirir dois projetos solares no Brasil, reforçando a sua aposta em energias renováveis. Em comunicado, a empresa liderada por Andy Brown diz que a operação envolve a aquisição de dois projetos em desenvolvimento nos estados da Bahia e do Rio Grande do Norte, com capacidade de 282 MWp (megawatt-pico, unidade que mede a potência instalada de painéis fotovoltaicos) e 312 MWp, respetivamente.

Os projetos deverão iniciar a operação comercial até 2025 e permitirão aumentar a capacidade total a 100% de produção de energia renovável para 4,7 GW (gigawatt) em Portugal, Espanha e Brasil. O investimento feito nestas transações não foi revelado. O plano estratégico da Galp prevê que a empresa tenha mais de 4 GW de energia renovável em operação até 2025 e 12 GW até 2030.

A Galp recorda que está presente no Brasil há mais de 20 anos, através de exploração de petróleo e gás natural e que tem a ambição de duplicar a sua capacidade instalada atual de geração de energia solar e eólica para 40 GW em 2030.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR