Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

De volta às origens para relançar a carreira. Rúben Semedo, central internacional de 27 anos que está sem competir desde que foi detido e acusado de violação na Grécia, tem estado a treinar na Reboleira com o Estrela da Amadora, local de onde é natural, depois de ter sido ilibado. Foi o próprio clube, que está atuar na Segunda Liga, que revelou que Semedo esteve a treinar no Estádio José Gomes.

Rúben Semedo: ascensão e queda em quatro momentos-chave da vida do miúdo do Benfica que foi parar ao Sporting

“O Estrela da Amadora abriu as portas do seu estádio a Rúben Semedo, onde foi recebido pelo Presidente André Geraldes. O dia de ontem marcou assim um regresso temporário às origens do jogador”, pode ler-se no Instagram do Estrela, numa legenda que acompanha uma fotografia do jogador com André Geraldes. A relação próxima que os dois mantêm, desde que Geraldes foi team manager do Sporting e Semedo ainda era jogador dos leões, terá sido fulcral para esta decisão do clube.

A publicação das redes sociais do Estrela da Amadora, onde é possível ver Rúben Semedo ao lado de André Geraldes

De recordar que o central ainda tem contrato com o Olympiacos, clube orientado pelo também português Pedro Martins, mas está sem jogar desde que no passado mês de agosto foi acusado de violação de uma menor, sendo posteriormente detido. Rúben Semedo acabou por ser libertado após o pagamento de uma fiança de 10 mil euros, defendeu sempre que é inocente e entretanto, segundo o jornal Record, já foi mesmo ilibado pelo Tribunal Central de Atenas, motivo pelo qual foi autorizado a voltar a Portugal. Contudo, nunca voltou aos relvados e está livre para encontrar um novo destino. De acordo com o jornal A Bola, o jogador já recebeu várias abordagens mas ainda não tomou uma decisão quanto ao futuro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Até lá, Rúben Semedo está a treinar com a equipa principal do Estrela da Amadora, orientada por Ricardo Chéu. O internacional português é natural precisamente da Amadora mas, curiosamente, nunca representou os tricolores — começou a carreira nas camadas jovens do Fófó, em Benfica, passando para o Sporting logo em 2009. Já depois de chegar à equipa principal dos leões, em 2013, chegou a estar emprestado aos espanhóis do Reus e ao V. Setúbal, regressando a Alvalade para depois sair a título definitivo para o Villarreal. Na sequência de outros problemas com a Justiça, foi cedido ao Huesca e ao Rio Ave e, em 2019 e num momento em que estava em franca recuperação da carreira, mudou-se para o Olympiacos. Agora, apenas dois anos depois, Rúben Semedo volta a estar à procura de uma nova oportunidade.

Rúben Semedo libertado sob fiança de 10 mil euros e proibido de sair da Grécia. “Sou inocente”, disse à saída

Leia também: