Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O macaco-de-seda-dourado, sentado na ponte por cima do rio Xun — uma zona florestal em Yunnan, na China– a gritar “Ouch!” foi o protagonista do prémio de melhor fotografia no concurso das imagens mais cómicas de vida selvagem. O momento foi captado pelo fotógrafo amador Ken Jensen.

A publicidade que a minha imagem tem recebido nos últimos meses tem sido incrível, é um sentimento muito bom saber que uma das tuas imagens está a fazer as pessoas sorrirem por todo o mundo assim como está a ajudar algumas causas de conservação fantásticas”, mencionou o fotógrafo em comunicado à imprensa.

Aliar o humor ao dever de proteger a natureza é o objetivo do concurso, explicam os fundadores do The Comedy Wildlife Photo Awards na mesma nota. Este ano vão doar 10% dos lucros da organização à Save Wild Orangutans, organização que protege orangotangos no seu habitat natural, no Brunei.

Este ano concorreram mais de sete mil fotografias, de onde saíram, em setembro, os 42 finalistas que se sujeitaram aos votos do público. “O número de imagens que recebemos todos os anos [competição começou em 2014] mostra a vontade de proteger a natureza e relembra-nos que a vida selvagem é incrível e hilariante, e devemos fazer tudo o que podemos para a preservar”, disse Tom Sullam, um dos co-fundadores.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Foi óptimo ver uma grande diversidade de animais, dos mais raros ao humilde pombo”, acrescentou.

A edição deste ano destacou elefantes a brincarem na lama, ursos a dançarem, cangurus aos abraços ou o encontro improvável entre uma águia e um cão-da pradaria.