Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os problemas na emissão dos certificados que atestam a vacinação e as doses de reforço que a Comissão Europeia disse conhecer esta quinta-feira estão solucionados. “Recebemos a informação de que os problemas com a emissão de certificados (…) foram resolvidos com sucesso em Portugal e que já não existem problemas no país”, assegura fonte oficial do executivo comunitário à agência Lusa, depois do governo ter descartado qualquer constrangimento na plataforma que gera o comprovativo digital.

Menos de 24 horas antes, Bruxelas tinha assegurado que parecia “haver problemas em Portugal quando se trata da emissão de certificados na sequência da administração de uma dose de reforço” e que “os nossos peritos estão em contacto com as autoridades portuguesas.”

Sem detetar qualquer atraso na atualização dos certificados, os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde decidiram questionar a Comissão Europeia “sobre a matéria publicada”, como avançou a CNN Portugal.

Em causa, as mais recentes queixas dos portugueses em relação à atualização do documento que atesta a recuperação da infeção provocada pela covid-19 como a toma da dose de reforço, como é exigido nas regras da União Europeia, desde o fim de 2021.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR