Explicador

Almaraz. A central nuclear é mesmo uma bomba-relógio?

Janeiro 201712 Janeiro 2017244
Marta Leite Ferreira

Os planos de construir um aterro nuclear em Espanha são antigos?

Pergunta 4 de 9

Sim. Esta é a terceira vez que Espanha considera a construção de um aterro de resíduos nucleares junto à fronteira com Portugal.

A primeira vez foi em 1986, quando os espanhóis anunciaram os planos de criar um aterro de resíduos nucleares altamente radioativos em Aldeiadávila da Ribera (Salamanca), junto ao rio Douro. Ainda nesse ano, uma contaminação radioativa do Tejo já tinha colocado o Ministério do Ambiente em alerta. As preocupações com o risco de contaminação das águas do rio Douro e a queixa apresentada por Portugal a Bruxelas travaram o governo espanhol, que tinha dito que os planos da infraestrutura eram para um laboratório e não um aterro.

A segunda vez foi em 2006. O assunto voltou a marcar a agenda política quando os espanhóis colocaram a hipótese de construir esse aterro em Peque (Zamora), a 90 quilómetros de Bragança. Pouco antes de uma visita de Cavaco Silva, então Presidente da República português, Espanha, liderada na altura por Rodrigo Zapatero, recuou, e o plano morreu por “respeito aos países limítrofes, para manter os critérios de boa vizinhança e por questões de segurança”.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)