Anda a OMS a infetar o mundo e terão vários países europeus processado a organização por causa disso? Uma publicação do Facebook, com data de 26 de dezembro de 2020 e que desde então foi amplamente partilhada, alega que três países apresentaram um processo contra a Organização Mundial de Saúde (OMS), acusando a instituição de estar a “infetar a Europa”.

“Polónia, Suécia e Noruega estão a processar a OMS por infetar a Europa, relatado pela Reuters. Os pilotos detidos admitiram que pulverizaram com um produto químico que causa pneumonia química! Chemtrails”, lê-se na referida publicação. Acontece que a Reuters nunca noticiou tal facto, nem nenhum outro órgão de comunicação social. Se fosse verdade, um processo contra a OMS rapidamente chegaria aos jornais de todo o mundo.

Apesar da referência à OMS, este post na rede social de Mark Zuckerberg nada tem a ver com a corrente pandemia de Covid-19, mas sim com uma teoria de conspiração bastante mais antiga, que precede mesmo as redes sociais: os chemtrails (numa tradução livre, os “rastos químicos”) que resultam da pulverização de químicos no céu por motivos e que vão, alegadamente, desde o envenenamento da população ao controlo coletivo da mente, passando pela esterilização em massa.

Publicação já teve mais de 800 partilhas

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As teorias da conspiração dos chemtrails começaram a circular nos Estados Unidos em 1996, após a publicação de um relatório da Força Aérea norte-americana sobre modificação climática. Em resultado, o governo dos EUA foi acusado de estar a borrifar a população com substâncias misteriosas largadas de aeronaves e que deixavam rastos no céu com padrões invulgares. Com o advento da Internet, as mais variadas teorias começaram a espalhar-se, primeiro em fóruns dedicados ao tema e depois nas redes sociais.

O desenvolvimento da geoengenharia, ou engenharia climática, a intervenção deliberada e em grande escala no sistema climático da Terra, geralmente com o objetivo de mitigar os efeitos  do aquecimento global, veio alimentar ainda mais as teorias da conspiração inspiradas pelos chemtrails.

Quanto à publicação aqui referida, uma pesquisa na Reuters, nos seus vários sites, não encontrou qualquer referência ao alegado processo interposto por três nações europeias contra a OMS por pulverização capaz de causar pneumonia química.

Conclusão:

Falso. A alegação, ligada às teorias da conspiração dos chemtrails — os “rastos químicos”, que resultam da pulverização de químicos no céu com motivos obscuros — não tem qualquer fundamento. A agência noticiosa Reuters, indicada na publicação do Facebook como fonte, não publicou qualquer notícia sobre um processo interposto por Polónia, Suécia e Noruega contra a Organização Mundial de Saúde por pulverização aérea de produtos químicos capazes de causar pneumonia química, nem existe qualquer referência a tal processo.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge