460kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Eduardo Sá

Colunista

O psicólogo escreve aos domingos no Observador e está de segunda a sexta no Porque Sim Não é Resposta da Rádio Observador. Pode enviar sugestões e perguntas para eduardosa@observador.pt

Artigos publicados

Comportamento

Um problema de comunicação

“Um problema de comunicação” vale tanto quanto, depois de argumentarmos sobre um, outro e mais outro aspectos, nos respondem com um seco “é o que tu achas”. Como se nada se pudesse conversar entre nós
Crianças

Morrer protegida do perigo

De entre as 40074 crianças restantes consideradas em perigo em 2021 que garantias nos dará este “sistema” de que não haverá muitas outras que estarão a merecer menos cuidados do que deveriam merecer?
Educação

Recuperar aprendizagens ou para a aprendizagem?

Nos últimos dias, têm surgido números, artigos e opiniões sobre a recuperação de aprendizagens que decorrem da pandemia. Talvez por isso seja razoável voltarmos a conversar sobre isso.
Trabalho

Gosto dos adolescentes que sonham ser reformados

Como não há-de existir uma desigualdade essencial que divide as pessoas entre aquelas que ganham a vida e aquelas que se cansam com ela?
Comportamento

Aceita-me como sou

Como é que nos podemos aceitar como somos sem nos conhecermos talvez seja o busílis da questão. Sobretudo num tempo em que as pessoas compõem a sua imagem ancoradas em muitas frases feitas
Guerra

O diabo vive em nós

Seremos todos capazes do ódio? Olhando as redes sociais não há, muitas vezes, como dizer que não. O que faz com que, às vezes, vivamos num mundo que é contra a guerra e a favor do ódio.
Professores

O sucesso escolar em 2030

Um professor precisa de muitos anos para aprender a ser professor e entre chegar à escola e transformar-se num professor muitas crianças terão dificuldades por causa da inexperiência de quem as ensina
Pais e Filhos

Porque há-de o nosso amor fazer deles más pessoas?

Tudo seria tranquilo se não houvesse só um pequeno degrau a separar o egocentrismo do egoísmo. E um outro que distancia o egoísmo da vaidade. Ou seja, corremos riscos se tivermos atitudes complacentes
Pais e Filhos

A unidade de medida

Porque é não damos importância à unidade de medida do amor e queremos os nossos filhos a trabalhar para a auto-estima quando é o nosso amor por eles que os torna  capazes de vencer na vida?
Pais e Filhos

Querida mãe...

Este pequeno ror de coisas já é suficiente para que, num Dia da Mãe que calha num primeiro de Maio, a mãe possa transformar-se numa sufragista e lute pelo seu direito a um sindicato de mães.
Natalidade

Este país não é para bebés!

A natalidade parece estar abrangida pelos mesmos défices de atenção que a falta de médicos ou a falta de professores. Até o futuro não chegar ele não existe. Será mais ou menos assim.
Guerra

Porque somos capazes da guerra?

Se somos capazes da violência mais bárbara e do belo mais sublime, é de perguntarmos o que nos falta para encontrarmos na beleza do que nos junta os argumentos para venceremos o mal  que nos separa.
Crianças

Dar vida a outra escola. Dar escola a outra vida

A escola, por mais preciosa que seja, não pode ocupar tanto espaço na vida das crianças. Elas não podem continuar a crescer confinadas. Sem relações com outras crianças. Sem ar livre e sem movimento.
Felicidade

Humor lê-se amor

Façam um favor a vós próprios: recusem-se a ser bem dispostos. É verdade que sem riso morremos por dentro. E morremos por fora, depressa. Mas morrer a rir? Façam, isso sim, o caminho até serem alegres
Comportamento

Sentir ou não sentir

O que nos separa não passa tanto por sentir ou não sentir. Mas por escutar, acolher, interpretar, falar dos sentimentos e agir com o que se sente. Ou reprimir, censurar, iludir, distorcer ou silenciar
Comportamento

A vida não muda de um dia para o outro

A vida muda todos os dias. A todo o momento. Mas, às vezes, precisamos das mudanças que ela nos traz, de um dia para o outro, para acertarmos o passo com a mudança que parecemos afastar de todos nós.
Comportamento

Para que serve a vergonha?

Diante do mal, a resposta a dar aos nossos filhos talvez seja: “Não escondas a vergonha por qualquer coisa má que faças. Porque as coisas más, mais que quaisquer outras, põem o nosso amor à prova”.
Filhos

A coragem do bem

Como podemos ter nós autoridade moral para lhes exigir o que quer que seja com exemplos como estes? Como podem estar eles comprometidos com o futuro se não nos cansamos de lho comprometer?
Guerra na Ucrânia

Mobilizados para a paz  

As crianças estão atentas. Querem saber o que é guerra. Querem saber porque é que pessoas que não se conhecem se odeiam e se matam umas às outras. Querem perceber quem são os maus e porquê.
Livros

Há livros que nos levam ao engano 

A vida não se aprende nos livros mesmo se eles podem ser instrumentos preciosos para que a vida reconquiste o sentido perdido. Preocupa-me que haja livros vendidos como se tivessem “psicologia” dentro
A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.