Hillary Clinton

“A mim não me intimidas, por isso para trás, seu monstro”. Novo livro de Hillary ataca Trump

418

Hillary Clinton esteve prestes a perder a cabeça frente a Trump durante um dos debates presidenciais. E sentiu-se intimidada pela forma como ele a olhava. As confissões vêm no seu novo livro.

O livro conta todas as experiências e emoções pelas quais Clinton passou

Getty Images

9 de outubro de 2016, segundo debate presidencial entre Donald Trump e Hillary Clinton. Clinton teve vontade de “congelar” o tempo durante uns momentos para pensar.

Ficas calma, continuas a sorrir e continuas como se ele não estivesse a invadir o teu espaço? Ou viras-te, olha-lo nos olhos e gritas bem alto: ‘Para trás, seu monstro, afasta-te de mim! Eu sei que adoras intimidar mulheres, mas a mim não me intimidas, por isso para trás.‘”

Esta é uma das muitas confissões que vão estar presentes no novo livro de memórias da ex-candidata à Casa Branca. What Happened (O Que Aconteceu, em português) vai contar o percurso de Hillary enquanto candidata à presidência americana e irá dar aos leitores “a visão do que é concorrer a Presidente, principalmente quando és mulher”. “É um livro sobre resiliência e de como recuperar depois de uma derrota”, contou Hillary à imprensa americana.

O livro só sai a 12 de setembro, mas o programa Morning Joe, da emissora americana MSNBC, divulgou esta quarta-feira alguns excertos da versão áudio do livro, lidos pela própria Hillary. Um desses excertos diz respeito a um dos frente-a-frente mais complicados entre Hillary e Trump: o segundo debate, que coincidiu com a semana em que Trump se viu envolvido numa polémica por causa daquele que ficaria conhecido como o vídeo “Grab them by the pussy”.

Era o segundo debate presidencial e Donald Trump estava só a olhar para mim. (…) Não interessava para onde é que eu ia, ele seguia-me sempre atentamente, fixando o olhar e fazendo caretas.”

Clinton admite que, durante esse debate, esteve prestes a dizer a Donald Trump para se “afastar” , mas conta que optou por reagir com calma e conteve-se ao “morder a língua” e “de punho cerrado”.

Mulheres bonitas? Donald Trump diz que as “agarra pela ****”

Clinton admite ter-se sentido intimidada a certo ponto, quando Trump “invadiu o seu espaço pessoal”: “Foi extremamente desconfortável. Ele estava literalmente a respirar em cima de mim. Até me arrepiei“.

Clinton explica que o livro não tenciona restringir-se apenas ao período eleitoral. Pelo contrário, pretende partilhar a experiência e emoções por que passou até chegar onde chegou. Hillary Clinton já tinha lançado em 2014 o livro Hard Choices (Escolhas Difíceis, em português), onde percorreu os anos como Secretária de Estado de Barack Obama.

No novo livro, Hillary fala abertamente sobre as suas frustrações:

Todos os dias em que fui candidata a Presidente, eu sabia que milhões de pessoas estavam a contar comigo e eu não conseguia suportara ideia de os desapontar. Mas aconteceu. Não consegui fazer o trabalho. E vou ter de viver com isso para o resto da minha vida”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site