Insólito

Índia. Médicos operam homem com 263 moedas e 100 pregos no estômago

Maksud Khan, de 35 anos, queixava-se de dores abdominais há um mês. Médicos julgavam que era uma intoxicação alimentar, mas os testes revelaram o impensável: Khan tinha 5kg de metal no estômago.

Max Pixel

Médicos na Índia ficaram chocados quando, após uma endoscopia, encontraram uma série de objetos metálicos (e não só) no estômago de um homem que há um mês se queixava de dores abdominais. Maksud Khan, de 35 anos, consumiu 263 moedas, 100 pregos, lâminas, agulhas, parafusos, porcas, correntes e vidros — no total, cerca de 5 quilos de objetos estranhos ao sistema digestivo.

O doutor Priyank Sharma, que liderou a cirurgia, diz que a sua equipa deparou-se “com um caso assim pela primeira vez na carreira”, escreve o The Independent. Antes de descobrirem as centenas de objetos metálicos no estômago de Khan, que deu entrada no hospital a 19 de novembro, os médicos julgavam estar a lidar com uma intoxicação alimentar. Após uma análise geral, os médicos encontraram “uma infeção no abdómen” do indiano, que também tinha a “pressão sanguínea baixa”, disse o mesmo cirurgião à CNN.

“Tínhamos suspeitas de que algo mais se passava porque a família tinha mostrado ter dúvidas de que ele estava a consumir coisas anormais, não naturais”, disse.

Maksud Khan é condutor de riquexó e, segundo os médicos, por vezes comia as moedas que lhe eram dadas pelos clientes. O comportamento, creem, pode ser causado por uma depressão ou transtorno alimentar como a pica ou alotriofagia, isto é, um apetite por substâncias não alimentares.

Após a operação, Khan esteve 24 horas em condição crítica, mas já se encontra fora de perigo. “Ele vai precisar de algum tempo para o estômago recuperar”, disse Sharma à CNN, acrescentando ainda que o homem ainda tem “duas a três moedas no reto que vão sair naturalmente”. De acordo com o The Independent, Maksud Khan prometeu não voltar a abusar das substâncias.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site