Japão

Surto de gripe aviária leva ao abate de 91 mil aves no Japão

Um surto de gripe aviária numa quinta de Kagawa já levou ao abate de 91 mil galinhas. O vírus encontrado é uma variante altamente patogénica do vírus da gripe das aves.

OLIVER WEIKEN/EPA

As autoridades do Japão anunciaram esta sexta-feira o abate de cerca de 91 mil galinhas no sudoeste do país, depois da deteção, na quinta-feira, de uma variante altamente patogénica do vírus da gripe das aves.

O novo surto foi descoberto numa quinta na prefeitura de Kagawa, após análises mostrarem que mais de meia centena de galinhas mortas esta semana estavam infetadas com a estirpe H5 do vírus, que é altamente contagiosa, confirmaram as autoridades regionais em comunicado.

As aves começaram a ser sacrificadas pouco antes da meia-noite de quinta-feira, devendo ficar concluída em 24 horas. “Existe a possibilidade de haver outros casos de gripe aviária fora da zona, pelo que as autoridades locais devem ser cautelosas para evitar a propagação do contágio”, afirmou, em conferência de imprensa, o ministro-porta-voz do Governo nipónico, Yoshihide Suga, no final de uma reunião com os ministros da Agricultura e da Saúde.

Este é o primeiro caso de gripe aviária no Japão desde o início do ano, depois de o vírus ter reaparecido no país em finais de 2014 e que obrigou ao abate de aproximadamente 1,7 milhões de aves após um violento surto ocorrido em finais de 2016.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Estados Unidos da América

A banalização da política

Diana Soller

Passámos a justificar tudo com a personalidade do presidente, apesar de se estarem a operar em Washington mudanças profundas que podem criar novas formas de ordem quer interna, quer internacional.

Estados Unidos da América

A banalização da política

Diana Soller

Passámos a justificar tudo com a personalidade do presidente, apesar de se estarem a operar em Washington mudanças profundas que podem criar novas formas de ordem quer interna, quer internacional.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site